Recursos‎ > ‎Interpretar‎ > ‎

Trilho da Misericórdia

Depois de um ano inteiro a falar de misericórdia, será que ainda há lugar para abordar este tema? Sim, há sempre lugar para falar da misericórdia de Deus pois ela é infinita. Por isso, importa, mais uma vez, voltar aqui, entrar nas parábolas que nos mostram este nosso Deus tão nosso amigo, sermos capazes de verdadeiros atos de amor para com os outros (outra forma de nomear as obras de misericórdia), para aprendermos a ser misericordiosos como Ele.

Neste Jubileu Extraordinário da Misericórdia tornaste-te peregrino? Atravessaste a Porta Santa?
Tens aqui a oportunidade de o fazer e de não deixares passar em branco este tempo “favorável para a Igreja, a fim de se tornar mais forte e eficaz o testemunho dos crentes”. 
Não te limites a ser espetador; sê ator! 

Participa, na primeira pessoa do singular e do plural, em transformar as nossas paróquias, comunidades, associações e movimentos – em transformar o Corpo Nacional de Escutas – em «oásis de misericórdia». E, pelo teu testemunho, arrasta contigo a tua Unidade inteira!

Trilho da Misericórdia